Garzón Estate Pinot Rosé de Corte 2020

PRODUTOR: Bodega Garzón REGIÃO: Maldonado
R$ 118

Um rosado consistente elaborado por Alberto Antonini, um dos enólogos mais prestigiados do mundo.

Sócio Ativo Clube Adega 
De: R$ 118,00 Por: R$ 94,40 
utilizando seu cupom.

Bodega Garzón

 

Propriedade da família Bulgheroni da Argentina, esse é o projeto mais ambicioso hoje do Uruguai. São 220 hectares plantados em 2008 em solos graníticos da zona de Garzón, a uns 18 quilômetros da costa atlântica. São encostas suaves onde essa vinícola tem desenvolvido o conceito de micro vinhedos (0,2 hectare de tamanho em média) para respeitar a topografia e também para obter maior diversidade de sabores de acordo com distintas exposições e diferenças nos solos. No total, plantaram umas 12 cepas, 7 tintas e 5 brancas. Sem dúvida, as mais importantes são a Tannat, com 67 hectares e a Albariño, com 35 hectares. No total, a vinícola tem algo mais de 2 milhões de litros de capacidade entre algumas das instalações mais modernas da América do Sul. 

 Vinho Rosé 

 

Existem três principais formas de produzir um vinho rosé de qualidade. A "presagem direta" é o método em que as uvas tintas são trituradas e prensadas, extraindo desta forma, apenas uma pequena porcentagem da cor das peles das frutas, resultando em um rosé de tonalidade clara e delicada. No método de "maceração curta", as uvas tintas são manipuladas como na vinificação típica dos tintos, e uma vez que a fermentação está em curso, o suco é retirado entre 6 e 24 horas após o início do processo, ainda em temperaturas frias. Quanto maior o tempo em que o vinho permanece em contato com a pele da fruta, mais profunda sua cor. O terceiro método é o "saignee" (sangria), em que uma parte do suco (cerca de 10%) é removido e o restante permanece em contato com as peles para a produção de vinho tinto. Neste processo o rosé é um subproduto, com tons mais escuros e tipicamente mais alcóolicos.