Marques de Casa Concha Malbec 2017

PRODUTOR: Concha Y Toro REGIÃO: Maule
R$ 125
Sim, este Marques é um Malbec chileno... um clássico assinado pelo genial Marcelo Papa.

Concha y Toro

 

A maior vinícola do Chile e da América Latina tem mais de 9.000 hectares de vinhedos nas principais zonas do país, desde Limarí até Maule. Fundada em 1883 pelo político e empresário Melchor Concha y Toro, a empresa iniciou um século mais tarde uma revolução interna na mão da família Guilisasti e do gerente geral Eduardo Guilisasti. Esse processo, que os levou a liderar a indústria, esteve focado em modernizar a vinícola e particularmente em expandir seus vinhedos e encontrar os terroirs adequados para suas diferentes linhas, que hoje vão desde a massiva Frontera até ícones como Don Melchor. Têm vários enólogos, cada um encarregado de distintas marcas. Entre eles Ignacio Recabarren (Trío, Terrunyo, Amelia, Carmín de Peumo), Enrique Tirado (Don Melchor, Gravas) e Marcelo Papa (Casillero del Diablo, Marques de Casa Concha). A companhia tem além disso várias vinícolas filiais, manejadas de maneira independente, como Cono Sur, Maycas del Limarí e Trivento, na Argentina.

Marques de Casa Concha

 

O primeiro Marques, lançado em 1976, ainda com o prenome “Reserva Especial” no rótulo, era um 100% Cabernet Sauvignon de Puente Alto, da safra 1972. E talvez não seja coincidência que tenha sido lançado no mesmo ano em que ocorreu o célebre “Julgamento de Paris”. Marcelo Papa, enólogo responsável pela linha Marques desde 1999, hoje também diretor técnico da Concha y Toro, lembra que os anos 1970 foram marcados pela popularização do conceito de vinhos varietais, liderada por produtores como Robert Mondavi e turbinada pelo sucesso dos vinhos norte-americanos no evento parisiense.

 

Produtos relacionados